11/09/17 Palestras # , , , , ,

As principais mudanças da reforma trabalhista

As principais mudanças da reforma trabalhista

Reforma trabalhista

Alvo de grandes polêmicas, as alterações da reforma trabalhista afetam diretamente todos os trabalhadores. Em nossa reunião semanal as advogadas Paola e Gabriela falaram um pouco sobre as mudanças mais significativas e como elas irão afetar a rotina das organizações. Como os meepers adoraram a palestra, não podíamos deixar de compartilhar um pouco do que aprendemos.

 

No mês de julho de 2017, foi sancionado o projeto de lei da reforma trabalhista. Projeto que traz grandes mudança na legislação trabalhista e altera a Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT).

As novas normas estão previstas para entrar em vigor em novembro deste ano, porém o Governo enviou uma medida provisória para o Congresso Nacional, para se ter algumas alterações da nova legislação.

 

Muitas são as mudanças, mas discutiremos aqui os tópicos principais da reforma.

 

Férias parceladas em três vezes – antes da reforma, as férias de 30 dias não podiam ser parceladas. Com a reforma, as férias anuais de 30 dias podem ser dividias em três períodos. No entanto, um dos períodos não pode ser menor que 14 dias. Fica definido também que as férias não poderão começar dois dias antes do fim de semana ou de um feriado, para que esses dias não sejam “comidos” pelas férias.

 

Demissão em comum acordo – antigamente, quando o funcionário se demitisse ou fosse demitido por justa causa, não tinha direito de sacar o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), seguro-desemprego e não recebia multa de 40% sobre os depósitos do FGTS. O trabalhador só recebia esses benefícios e indenizações em caso de demissão sem justa causa. Com a reforma, o colaborador e a organização têm uma nova possibilidade: em comum acordo, pode-se ter a rescisão do contrato com a garantia de alguns benefícios para o trabalhador. Nesse tipo de situação, o trabalhador recebe uma multa de 20% sobre os depósitos do FGTS e pode retirar até 80% do fundo. Entretanto, não se tem o direito ao seguro-desemprego.

 

Demissão em massa não precisa ser autorizada – apesar de não existir uma lei a respeito desse assunto, segundo os especialistas, a Justiça considera uma jurisprudência de que os sindicatos devem ser incluídos no processo de demissão em massa dentro de uma empresa. Com as alterações previstas pela reforma, não é necessário que o sindicato autorize qualquer tipo de demissão em massa.

 

Diminuição do Intervalo do almoço – com a reforma trabalhista, o intervalo de almoço de 1 hora pode ser reduzido em até 30 minutos, com acordo coletivo para jornadas com mais de seis horas de duração.

 

Banco de horas negociado individualmente – em relação a esse aspecto, o texto da reforma prevê que o prazo para o banco de horas ser zerado, com as horas compensadas, é menor (de até seis meses). Sendo possível que o banco de horas seja feito via acordos individuais. O intervalo antes da hora extra foi eliminado. Os 15 minutos de pausa antes da hora extra pode ser negociado.

 

Tempo de trabalho na empresa – era considerada serviço efetivo o momento em que o trabalhador entrava na empresa e ficava à disposição do empregador, aguardando ou executando ordens. Ou seja, o tempo que o trabalhador desprendia para realizar sua alimentação, higiene pessoal, troca de uniforme e cursos era considerado como parte da jornada de trabalho. Pelo novo texto, essas atividades são consideradas fora do horário de trabalho. Podendo o empregador negocia-las.

 

Trabalho Home Office – esse aspecto até então não era tratado pela legislação. Antes, era compreendido pela jurisprudência que o trabalhador em home office estava sujeito às mesmas regras dos que os trabalhadores da empresa. Por exemplo, se tinha o mesmo controle da jornada de trabalho.

Com as alterações da legislação, o trabalho em home office não está mais sujeito ao controle de jornada, o que acaba por excluir esse trabalhador do recebimento de horas extras. Além disso, esse tipo de serviço deve necessariamente estar prevista no contrato de trabalho para que possa ser executada. Como os gastos com equipamentos, infraestrutura e despesas em geral para poder realizar o trabalho.

 

 

E você? Já sabia dessas mudanças? Fique atento que em breve teremos mais informações sobre o assunto! 

Gostou do artigo? Continue acompanhando a nossa página que sempre estamos compartilhando conteúdos pertinentes para a sua vida profissional!

#MeepeNetworking #networkingbauru #meepe #rededecontatos #empresários #redes #redessociais #estratégias #empreendedorismo #negócios #startup #inovação

Entre em contato
e saiba como participar da Meepe Networking
contato@meepe.com.br

Entre em contato
e saiba como participar da Meepe Networking
contato@meepe.com.br ou preencha abaixo:

no responses
14/07/17 Dicas e Guias , Palestras , Pequenos Negócios # , , , , , , , , ,

De empresário para empresário: O Marketing para pequenas empresas

De empresário para empresário: O Marketing para pequenas empresas

Em um cenário de incentivo ao empreendedorismo, as pequenas e médias empresas estão cada vez mais dispostas a crescer. Por esse motivo, investem em gestão, finanças, recursos humanos e afins. Mas quando o assunto é marketing essas empresas muitas vezes deixam a desejar. Prejudicando assim o seu próprio crescimento.

 

Ao contrário do que muitos empresários pensam, mesmo não tendo um departamento de marketing dentro da empresa, é possível definir algumas ações para a sua equipe que vão ajudar a fortalecer seu negócio.

Inicialmente, para desenvolver um plano de marketing e comunicação que seja eficiente não é preciso de altos investimentos. O primeiro passo é saber quem é o seu público, quais são as expectativas e demandas do cliente, o que ele espera com o seu produto ou serviço e quais são as características mais valorizadas, a faixa etária, classe social, consumo de mídias e etc.

Ao ter o conhecimento dessas informações, você saberá direcionar as suas escolhas de marketing, definindo as melhores estratégias de abordagem, garantindo que a mensagem seja relevante para o seu público e que chegue até ele de forma adequada.

 

Dicas de como estratégias simples de marketing podem melhor seu negócio.

Após ter o conhecimento do seu público, Nelson Rodrigues, comenta sobre algumas dicas que pode te ajudar a impulsionar seus negócios.

 

  1. Ofereça um bom atendimento

A imagem que seu cliente leva da sua empresa é tão importante quanto o produto. Seja durante ou após o processo da venda. Por isso, o bom atendimento é algo indispensável. Isso inclui responder às solicitações e reclamações dos consumidores com agilidade e manter um canal direto entre eles e a empresa.

 

Oriente a sua equipe da importância do bom atendimento e tenha respostas rápidas para atender dúvidas. Com um atendimento bem definido, fica mais fácil receber sugestões de mudanças e melhorias.

 

  1. Parcerias

Uma boa estratégia é fechar parcerias com outras empresas. Principalmente se esta possuir alguma relação com seu negócio.

Uma loja de roupas pode divulgar seus serviços junto com uma loja de sapatos, por exemplo. Lembrando-se que esta parceria deve ter uma relação onde ambos ganham. Onde você e seu parceiro têm benefícios concretos.

 

  1. Conheça a concorrência

Além de ter o conhecimento sobre o seu público, é de extrema importância que você saiba sobre seus concorrentes e o que eles têm feito no mercado. Afinal, em um mercado cada vez mais competitivo, até mesmo os mínimos detalhes podem ser responsáveis por direcionar a escolha de um cliente para uma marca em detrimento da outra.

 

Busque seus principais competidores do mercado. Saiba quais são seus pontos fortes, seus diferenciais e o que influencia a escolha dos clientes.

 

Visite os seus estabelecimentos, navegue nos sites de cada uma delas, entenda em que ponto vocês são parecidos e onde se diferem. Com essas informações, será mais fácil traçar a estratégia de marketing mais adequada ao seu mercado.

 

Lembrando-se que você pode e deve se inspirar em outras empresas, mas com ética e atenção para não perder a essência do seu negócio.

Seguindo essas dicas você poderá dar um grande passo e começar a enxergar e implantar o marketing de outra forma em sua empresa!

 

E você? Gostou do artigo? Se interessa por esse tema?

Continue acompanhando a nossa página!

 

Gostou do artigo? Continue acompanhando a nossa página que sempre estamos compartilhando conteúdos pertinentes para a sua vida profissional!

#MeepeNetworking #networkingbauru #meepe #rededecontatos #empresários #redes #redessociais #estratégias #linkedIn #negócios

Entre em contato
e saiba como participar da Meepe Networking
contato@meepe.com.br

Entre em contato
e saiba como participar da Meepe Networking
contato@meepe.com.br ou preencha abaixo:

no responses
02/05/17 Dicas e Guias , Palestras # , , , , , , , , , ,

Montando com Excelência uma Apresentação de Power Point

Power Point: Montando com Excelência uma Apresentação

Power Point: Montando com Excelência uma Apresentação
Palestrante: Henrique Piovezan – Gestor de Aeronaves

Power Point é uma ferramenta essencial para a elaboração de apresentações, todo mundo sabe. Mas, sempre temos aquelas dúvidas no momento de elaborar aquela exposição. Afinal, qual fonte escolher? Qual a diagramação mais adequada?

 

Ter boa apresentação de Power Point é fundamental para manter uma boa impressão do palestrante, do assunto, serviço ou do produto que  esteja sendo divulgado.

 

Apresentação em Power Point

É aconselhável que os slides sejam apoio ao orador, e não o foco da apresentação. Ele deve ser lido brevemente pelo público. Não tirando assim a atenção de quem fala. Para isso é muito importante que se tenha no máximo entre 08 e 10 linhas – contando o título.

Lembrando-se que devem estar em tópicos! Nunca textos. Porque, o tópico apresenta um assunto à tona, e o expert nele é você. Afinal, se todas as informações estão no slide, por quê você está ali falando?

Um dos aspectos primordiais que devem ser levados em consideração se refere à linguagem da apresentação. É essencial rever toda a gramática dos slides, e deixar os tópicos e subtópicos claros.  Afinal, não há confiança no que a pessoa fala se ela nem sabe escrever corretamente!

 

A Diagramação das telas no Power Point

Em relação à diagramação é importante se atentar para o tamanho da fonte, símbolos, imagens, cores e etc. A “marca” ou “símbolo” relevante à apresentação deve estar no canto superior esquerdo do slide, posição na qual mais chama atenção do espectador. É recomendável que se use sempre fontes básicas, como Arial, Calibri ou Times New Roman, pois são claras e simples de serem lidas, e passam profissionalismo.

Não há tamanho oficial das fontes. Ela não deve ser muito grande para o espectador na primeira fileira e nem muito pequena para quem está na última. Entre 44 e 46 para títulos e 27 ou 28 para os tópicos geralmente são suficientes.

Mantenha um contraste de cores que não seja muito forte para o espectador. Um amarelo com fundo vermelho, por exemplo, além de fazê-los forçar a vista, é muito feio, porque chama muito mais atenção do que deveria.

É aconselhável que se utilize os tons básicos, como preto com fundo branco ou branco com fundo claro. De forma semelhante, as transições devem ser o mais simples possível; nada de sons ou “dancinhas”. Utilize a opção “esmaecer” ou nenhuma para manter a formalidade da apresentação.

Anote aí!

E, por fim, lembre-se das imagens. Elas são ótimas para qualquer apresentação. Uma vez que  edificam uma ideia ou pensamento,construindo o que você quer que a plateia pense ou imagine. Além disso, ela quebra a monotonia dos tópicos. Tabelas e gráficos têm o mesmo efeito das imagens em ambientes corporativos, porém devem conter as informações mais importantes, nada que tire o foco do assunto (se você está falando sobre o lucro de uma empresa, ressalte isso no slide).

 

Agradecemos, o palestrante pelo conhecimento compartilhado! Gostou do artigo? Continue acompanhando a nossa página e conheça o verdadeiro networking!

#Power Point #apresentação slides #Power Point apresentação #business #networking #dicas Power Point #dicas apresentação #bauru #meepenetworking #marketing

Entre em contato
e saiba como participar da Meepe Networking
contato@meepe.com.br

Entre em contato
e saiba como participar da Meepe Networking
contato@meepe.com.br ou preencha abaixo:

no responses