05/02/18 Dicas e Guias # , , ,

Afinal o que é o Meepe Networking?

Afinal o que é o Meepe Networking?

O Meepe completou 1 ano! Conheça em nosso artigo como funciona esse grupo de networking que reúne empresários de Bauru e região!

Networking. Palavra originária do inglês que sugere a capacidade de estabelecer uma rede de contatos ou uma conexão com algo ou com alguém. Em que há um compartilhamento de informações e serviços entre pessoas ou grupos que possuem um interesse em comum (PORTAL SIGNIFICADOS).

Ao contrário do que muitos podem pensar não é uma ativista egoísta em que o indivíduo quer se aproveitar do outro. Muito pelo contrário, ambos saem ganhando.  Para Max Gehringer (famoso administrador e palestrante), networking é “uma questão de paciência e não urgência”, em que o resultado vem com o bom relacionamento.

Com o intuito de reunir empresários de Bauru e região para fechamento de novos negócios, nasceu na manhã da sexta-feira do dia 3 de fevereiro de 2017,o Meepe Networking!

Para Fernando Hideo, um dos diretores do grupo, o Meepe é de grande relevância para o mercado empresarial da cidade.

 

O empreendedorismo é um interessante caminho para o desenvolvimento econômico local já que as empresas são geradoras de empregos e consumidoras de produtos e serviços, beneficiando não só um indivíduo, mas toda uma comunidade. Neste contexto, o Meepe cria um ecossistema onde os empresários trocam referências de negócios, discutem formas de crescimento sustentável e muitos outros assuntos que agregam no cotidiano empresarial. Fazer parte de um grupo de networking é uma excelente maneira de vislumbrar novos formatos de negócios.

 

O grupo é composto por empreendedores que se reúnem todas às sextas-feiras às sete horas da manhã. Isso mesmo! Sete horas da manhã – horário que comprova que no Meepe não têm pessoas preguiçosas. Muito pelo contrário, há pessoas que acordam cedo para fazerem seus negócios crescerem e assim desenvolverem a cidade.

Devido ao grande sucesso, em outubro, tivemos que abrir um segundo grupo. Que se reúne às quartas-feiras também às 7 horas da manhã.

 

Atualmente o Meepe possui a seguinte estrutura:

– Membros: são as pessoas mais importantes do grupo. Têm a função de fazer negócios. Sem eles o Meepe não existe.

– Presidente: é um dos membros. Seu papel é conduzir o grupo. Há troca a cada seis meses (podendo ser renováveis para mais seis, caso seja o desejo dos integrantes e do presidente).

– Anfitrião: recebe os convidados, cobra e organiza as mensalidades dos membros (para participar do grupo o integrante paga um valor simbólico para a manutenção do café da manhã e do local de reuniões).

– Diretores: alinham estratégias para direcionar o grupo

– Comissão de ingresso: avalia as áreas de atuação dos possíveis membros para evitar conflito e respeitar a lei da exclusividade.

Lei de exclusividade – ao entrar no Meepe não há a entrada de outro integrante do mesmo segmento. Ou seja, não tem concorrência. Por exemplo, se você é dono de uma padaria ela será única dentro do grupo. A comissão de ingresso tem todo o cuidado para que não entre uma empresa de um ramo que já exista.

Quando o Networking é feito?

Como já falamos, networking não é uma atividade egoísta, mas sim, uma maneira de se fazer negócios em que todos saem ganhando. Uma das formas que o Meepe faz para que todos os membros se beneficiem é todos fecharem negócios. Para que isso aconteça, nós promovemos metodologias para que todos os integrantes se conheçam e possam indicar os negócios que estão no grupo.

 

Uma das nossas metodologias para a promoção das negociações é a troca de cartões na reunião. São três cartões:

Meepe to Meepe- o propósito é que o empresário vá em uma das empresas do grupo para conhecer bem o negócio de modo que possa indicá-lo depois para outras pessoas. Exemplo: uma nutricionista vai conhecer a academia do integrante do grupo. Indo até o local a profissional terá a oportunidade de saber mais do negócio e automaticamente poderá indicar para as pessoas do seu círculo social com mais propriedade. No dia da reunião ela oficializa esse encontro por meio do cartão.

Meepe Indication – a troca desse cartão é para formalizar uma indicação feita para algum dos membros do grupo. Por exemplo, um amigo te pede uma indicação de alguém que faça serviços de contabilidade. Automaticamente você indica para essa pessoa o profissional do Meepe. No dia da reunião você oficializa essa indicação por meio do cartão. Assim os diretores podem ter um maior controle dos negócios que estão sendo gerados.

Thanks Meepe – agradecimento ao membro pelo negócio fechado.

 

Outra forma do membro conhecer as empresas do grupo e assim poder indicar para sua rede de contatos é por meio do momento que os empreendedores têm para apresentarem seus negócios. Há dois momentos. O primeiro é quando todos os integrantes têm 30 segundos para falarem de suas empresas, explicando seu ramo de atuação, o que fazem e como o grupo pode ajudar. O segundo consiste em duas apresentações de oito minutos em que dois integrantes são escolhidos para falar com mais profundidade de suas empresas.

Essas metodologias estão dando certo? Bem, no ano de 2017 fechamos R$ 1.120.000,00 (um milhão centro e vinte mil reais em negócios). Como as empresas são de Bauru e região, esse dinheiro contribuiu com o desenvolvimento da cidade!

Quer ver se funciona? Venha tomar um café da manhã! Entre em contato conosco!

Entre em contato e conheça mais do nosso grupo!

contato@meepe.com.br

Posts recentes

Entre em contato e saiba como participar da Meepe Networking contato@meepe.com.br ou preencha abaixo:

no responses
06/11/17 Dicas e Guias # , , , ,

Você sabe o que é MEI?

Você sabe o que é MEI?

O número de MEI cresceu em Bauru nos últimos anos!

Bauru está entre os três municípios do Estado de São Paulo que mais possuem MEI cadastrados. Perdendo apenas para São José do Rio Preto que lidera o ranking neste ano.

Com o cenário econômico desfavorável no país, o número de empregos no mercado de trabalho diminuiu e muitos brasileiros precisaram buscar outras fontes de renda, o que gerou mais de 7,5 milhões de formalizações de MEI nos últimos nove anos. Esses profissionais junto à micro e pequenas empresas somam 27% de participação do PIB brasileiro.

 

O que é um MEI? E como faço para me tornar um?

MEI significa Microempreendedor Individual. Para se tornar MEI é preciso faturar até R$ 60.000,00 por ano ou R$ 5.000,00 por mês, não ter participação em outra empresa como sócio ou titular e ter no máximo um empregado contratado que receba o salário mínimo ou piso da categoria. Esse profissional será enquadrado no Simples Nacional e ficará isento dos atributos federais (Impostos de Renda, PIS, Cofins, IPI e CSLL).

 

Confira o infográfico abaixo sobre o perfil do MEI:

MEI

MEI

Fonte: SEBRAE (http://www.sebraepr.com.br/PortalSebrae/sebraeaz/Microempreendedor-Individual)

Deseja se tornar um MEI e legalizar o seu negócio? Acesse o site do Sebrae e saiba mais clicando aqui.

 

Direitos e deveres

Existem benefícios os quais o MEI tem direito quando formalizado, como benefícios previdenciários, auxílio-maternidade, auxílio-doença, aposentadoria e outros. Também tem o direito ao CNPJ, acesso facilitado à empréstimos e abertura de contas bancárias e emissão de nota fiscal.

No entanto, existem alguns deveres a serem cumpridos, como o pagamento mensal de uma taxa. Para comércio ou indústria o valor cobrado é de R$ 45,00, para prestação de serviços são cobrados R$ 49,00 e para comércio e serviços o valor é de R$ 50,00. O cálculo corresponde a 5% do salário mínimo, a título da contribuição para a seguridade social, mais R$ 1,00 de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e/ou R$ 5,00 de Imposto sobre Serviços (ISS).

 

Clique aqui para saber mais sobre os direitos e deveres desta categoria

 

De acordo com um levantamento realizado pelo Sebrae, Bauru é o segundo município com maior número de trabalhadores cadastrados como mircroempreendedores individuais, com cerca de 20 mil cadastros. O município também já sediou a Semana do MEI realizada pelo Sebrae-SP, com serviços e orientações.

Houve um crescimento de 228% entre 2012 e 2017 de registros na cidade, segundo a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Turismo e Renda (SEDECON). Tendo como principais profissionais se formalizando os cabeleireiros, que são mais de 1.700 empreendedores, seguidos pelos ramos de vestuário, obras de alvenaria, pintor e eletricista.

Porém, o segmento de construção civil, que também aparece como destaque no ranking, é o que tem formalizado profissionais em ritmo mais acelerado, conforme a titular da SEDECON.

 

Conheça Guel Nicolai, empresária que fez sucesso em Bauru, clicando aqui.

 

Microempreendedores de Bauru

Conheça alguns Microempreendedores individuais de Bauru e como a formalização ajudou em seus negócios.

 

“O cadastro foi simples porque tem vários contadores cadastrados que fazem de graça e isso facilita demais a formalização. Vantagens são muitas, ter o CNPJ abre as portas para atender empresas grandes e de médio porte, com isso aumentando as vendas.”
Bruno – Bauru Cartões

 

“Para o meu trabalho foi essencial essa regularização, me abriu portas para prestar serviços para outras empresas, com mais credibilidade e confiança!”
Maria Fernanda – Buffet Sano Sapore

 

Ao empreender deve-se lembrar que ao fazer negócios você não se relaciona com empresas, mas sim com pessoas! Diante disso, é essencial criar um relacionamento e uma rede de contatos que seja capaz de ajudar a expandir o seu negócio.

Conhece o Meepe Networking?

O Meepe é um grupo de networking, onde existe a oportunidade de conhecer as pessoas por trás das empresas, que têm o mesmo objetivo que o seu e que buscam uma verdadeira troca de indicações. O Meepe cria negócios por meio de relacionamento entre empresários e autônomos, conectando pessoas!

Quer saber mais? Continue navegando pela nossa página.

Entre em contato
e saiba como participar da Meepe Networking
contato@meepe.com.br

Posts recentes

Entre em contato
e saiba como participar da Meepe Networking
contato@meepe.com.br ou preencha abaixo:

no responses