22/04/19 Dicas e Guias , Negócios , Palestras # , , , , ,

Maturifest: o primeiro festival no Brasil para empreendedores 50+

Maturifest: o primeiro festival no Brasil para empreendedores 50+

O Maturifest acontecerá de 26 a 28 de abril e será sediado em São Paulo. Não perca a chance de participar dessa experiência!

O que é a MaturiJobs

Para entender o que é a Maturifest, você precisa conhecer a MaturiJobs. Ela é uma empresa fundada em 2015, criada pelo empresário Morris Litvak cuja avó, Keila, não pôde mais trabalhar devido a um acidente e, após o ocorrido, teve sua saúde mental prejudicada.

Além disso, Morris percebeu que isso acontecia com vários idosos em trabalhos voluntários que fazia e, a partir dessas histórias, decidiu criar um projeto no qual conectava idosos e jovens através da internet.

Dessa forma, a MaturiJobs é uma empresa que entende a contratação de pessoas mais maduras como forma de trocar conhecimento e de promover saúde e bem-estar social, já que essas pessoas poderão continuar ativas pelo tempo que quiserem.

Então o que é o Maturifest?

O Maturifest é o primeiro festival de empreendedorismo para pessoas acima de 50 anos no Brasil. Vai acontecer de 26 a 28 de abril em São Paulo, das 9h às 20h. O evento terá workshops práticos, palestras, debates e espera receber mais de 700 pessoas durante os três dias de encontro.

Os temas abordados envolverão desde empreendedorismo individual, passando por economia compartilhada e cases de pessoas que se reinventaram profissionalmente depois dos 50 anos.

Além disso, durante o evento será lançada a MaturiServices, nova plataforma criada por Morris juntamente com a pesquisa “Trabalho e Empreendedorismo 50+” realizada em parceria com a NOZ Pesquisa e Inteligência.

“Esse tipo de evento é muito importante para que os 50+ se atualizem, se inspirem, conheçam cases para ver que é possível e, acima de tudo, façam contatos e novas parcerias”

CEO da MaturiJobs, Mórris Litvak

Nunca é tarde para empreender!

Os ingressos para o festival custam de R$ 150,00 a R$ 289,00 e você pode adquirir no site da Maturifest. Lá você também pode ver o local, quais serão os palestrantes, facilitadores e mediadores, além da programação completa dos três dias de evento.

O evento acontece em parceria com instituições como Sebrae, Estadão, Altos Eventos, Unibes Cultural, entre outros. Não deixe de participar desse evento incrível! E conheça o Meepe Networking, o grupo de networking que mais cresce em Bauru!

Entre em contato e conheça mais do nosso grupo!

contato@meepe.com.br

Posts recentes

Entre em contato e saiba como participar da Meepe Networking contato@meepe.com.br ou preencha abaixo:

no responses
22/01/18 Palestras # , , ,

Inteligência Positiva: o que é e como utilizá-la em nossa vida!

Inteligência Positiva: o que é e como utilizá-la em nossa vida!

"Comece de onde você está, use o que você tem e faça o que você pode".

Constantemente ouvimos que devemos ser inteligentes para alcançar nossos objetivos. E para isso devemos nos esforçar muito, estudando matemática, português, inglês, gestão, economia etc.

No entanto, você também ouviu falar sobre inteligência emocional e talvez não tenha dado a devida importância. Este conceito foi criado pelo psicólogo estadunidense Daniel Goleman, presente na psicologia, e é utilizado para que os indivíduos identifiquem suas emoções com mais facilidade.

Ou seja, por meio da inteligência emocional conseguimos controlar nossos impulsos, conduzir nossas emoções, praticar a gratidão, motivar e encorajar o próximo.

Para a nossa palestrante Janaina Rodrigues, por meio desse tipo de inteligência, conseguimos controlar as nossas emoções – que têm a tendência de nos enganar, evidenciando o lado negativo da vida. É como se sempre tivéssemos um “bloqueio” para ter o controle das emoções e sentimentos. Não atingindo assim seus objetivos pessoais e profissionais.

Quando temos a inteligência emocional conseguimos mudar a forma de pensar e agir, superamos adversidades, vendemos mais e melhoramos nossos relacionamentos.  Afinal, você já parou para pensar que seus resultados insatisfatórios podem estar relacionados aos seus comportamentos ‘produzidos’?

Isso ocorre por termos a dificuldade de identificar o que queremos. E por atrairmos o que sentimos. Isto é, se você é uma pessoa negativa e perdida em seus planos, automaticamente não conseguirá sair da sua zona de conforto!

A melhor forma de sair dessa situação é: enfraquecer os sabotadores e fortalecer os músculos do cérebro. Como?  Identificando e observando os pensamentos que te impedem de olhar a vida de forma positiva e desviando a sua atenção por 10 segundos em algum dos sentidos. Por exemplo, separar um tempo para escutar a sua respiração.

 

Janaina Rodrigues, deu algumas dicas para você conseguir atingir a inteligência positiva:

 

Anote em sua lista o que faz sentido para você colocar mais foco:

1 – Assuma o controle da sua vida;

2 – Identifique alternativas;

3 – Pare de dar desculpas;

4 – Evite julgamentos;

5 – Conte suas bênçãos diárias e agradeça mais;

6 – Invista mais tempo com seus familiares;

7 – Saboreie as alegrias da vida;

8 – Perdoe mais;

9 – Reduza o desperdiço;

10 – Creia;

11 – Crie o hábito de elogiar;

12 – Um elogio sincero pode mudar seu dia;

13 – Vibre.

 

Você atrai aquilo que sente, aquilo que teme. O seu pensamento, o que está em foco, se expande.

Agradecemos a palestrante por compartilhar seu conhecimento conosco!

Se você se interessou pelo artigo e por nosso grupo, entre em contato! Esperamos a sua presença no próximo café da manhã para aprender e empreender!

Entre em contato e conheça mais do nosso grupo!

contato@meepe.com.br

Posts recentes

Entre em contato e saiba como participar da Meepe Networking contato@meepe.com.br ou preencha abaixo:

no responses
14/12/17 Palestras

A exportação como estratégia competitiva para MEI

A exportação como estratégia competitiva para MEI

Saiba mais sobre o assunto com a palestra de Laís Medola da PEIEX (projeto extensão industrial exportadora)

De acordo com dados disponibilizados pela Secretaria de Comércio Exterior do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) em setembro, as micro e pequenas empresas foram as únicas que registraram aumento no cenário de exportação. O que aconteceu pelo terceiro ano seguido.

Para quem acha que exportação é algo de empresa grande, está muito enganado! Segundo informações do governo federal, os empresários brasileiros, têm sido atraídos por negócios no exterior. No ano de 2016, as exportações das micro e pequenas empresas somaram US$ 2,2 bilhões, um crescimento de 10,6% (ou US$ 218 milhões) em comparação a 2015.

 

Planejamento é o segredo para o negócio!

No entanto, entrar nesse cenário não é tão fácil. É preciso ter planejamento para não ter prejuízo. Para André Marcos Favero, ex-diretor de negócios da Apex- Brasil, a primeira ação que deve ser feita é a avaliação das finanças e se a empresa tem capacidade suficiente de produção. Porque a exportação não deve prejudicar o fornecimento interno. Mas sim, ser um complemento do mercado nacional. Por exemplo, aumentando a produção ou fazendo a abertura em um novo turno.

Outro fator que o empreendedor precisa observar refere-se à cultura. Em muitos países as embalagens, cores, e o gosto do consumidor são diferentes. No México, as pessoas gostam de comida apimentada. Então se alguma empresa for exportar algum produto para esse país deverá se atentar ao sabor preferido pelos habitantes. O que demandará alterações para agradar o consumidor final.

Normalmente, as pequenas empresas entram no mercado de exportação por meio de parcerias com distribuidores ou representantes estrangeiros. Por diminuir os custos com uma operação própria no local. Porém, como qualquer negociação, é preciso ter uma assessoria jurídica que faça os contratos de acordo com a legislação internacional e de forma que sua empresa esteja assegurada caso aconteça algum imprevisto.

Como temos visto em outras palestras, as pequenas e microempresas têm crescido no Brasil. Mas, para que esse cenário seja realidade na sua empresa é preciso estar preparado. Investindo no marketing, nas finanças e agora no mercado exterior. Nós do Meepe, somos um grupo de networking que juntos procuramos fazer nossas pequenas e microempresas crescerem. Se você é um empreendedor, nos procure e venha alavancar seu negócio!

Entre em contato e conheça mais do nosso grupo!

contato@meepe.com.br

Posts recentes

Entre em contato e saiba como participar da Meepe Networking contato@meepe.com.br ou preencha abaixo:

no responses
09/10/17 Palestras # , , ,

Mindfulness: Atenção Plena e Saúde Mental

Mindfulness: Atenção Plena e Saúde Mental

Que nossa mente se distrai com facilidade, isso não é novidade para ninguém. É muito comum quando estamos trabalhando começarmos a pensar do nada na prestação da escola do filho, na academia, na dieta ou no celular para não perder nenhuma novidade.

Ter foco em apenas uma tarefa é um grande desafio para grande parte das pessoas. Por esse motivo, a meditação Mindfulness pode ser a solução para os seus problemas. A técnica tem o objetivo de focar a sua atenção por meio de exercícios diários para desenvolver concentração. Afetando até mesmo na felicidade.

Segundo estudo publicado na Science, pesquisadores da Universidade de Harvard (EUA) apontam que em 46, 9% do tempo não estamos prestando atenção no que fazemos.

Ou seja, nossa mente constantemente “vive viajando”. Os dados comprovam que somos mais alegres quando ações e pensamentos se alinham. De acordo com Alexandre Lunardelli, sócio fundados da Academia de Mindfulness, em São Paulo:

 

“Mindfulness é ter atenção plena, deixar de fazer coisas no piloto automático e começar a nota-las, conseguindo fazer escolhas mais conscientes”.

 

Essa prática melhora o seu foco, sua produtividade e o seu autocontrole. Diminuindo até mesmo a ansiedade e o estresse. Se interessou? Saiba que é possível colocar essa prática em seu dia a dia por meio de pequenas atitudes, como:

 

1 – Escolha um lugar silencioso

Para se concentrar é necessário que você esteja em um lugar silencioso e que tenha poucas distrações, como celular e televisão.

2 – Tenha o controle

Observe as sensações corporais e a temperatura da sua pele. Concentre-se nos movimentos de corpo durante a respiração: na sensação do ar nas narinas, no tórax e abdômen.

3 – Evite distrações mentais

Caso surja alguma preocupação ou distração, apenas perceba e deixe passar, e volte a se concentrar na respiração.

4 – Tecnologia pode te ajudar

Utilize a internet ao seu favor. No momento da meditação, não fique olhando o celular. Mas, coloque uma música meditativa disponível em aplicativos e em sites especializados.

 

Saiba mais sobre essa técnica nesse vídeo que separamos para você:

Agradecemos a nossa palestrante pela exposição desse tema tão relevante para o nosso dia a dia!

Fiquem atentos em nossa página para receber conteúdos relevantes para a sua vida profissional! Se você é de Bauru e região e se interessou e quer saber mais sobre o grupo, entre em contato com o Meepe Networking e venha alavancar seus negócios!

Gostou do artigo? Continue acompanhando a nossa página que sempre estamos compartilhando conteúdos pertinentes para a sua vida profissional!

Entre em contato
e saiba como participar da Meepe Networking
contato@meepe.com.br

Posts recentes

Entre em contato
e saiba como participar da Meepe Networking
contato@meepe.com.br ou preencha abaixo:

no responses
25/09/17 Palestras # , , , ,

Gestão de Pessoas e Projeto Financeiro

Gestão de Pessoas e Projeto Financeiro

Conhecer novos modelos de gestão sempre é bem-vindo! Na última semana, os meninos do projeto PacBaja apresentaram para os meerpes o modelo implementado no projeto que tem proporcionado grandes resultados!

Swot e Plano de Gestão

De acordo com os palestrantes Dennys e Gabriel no atual mercado é essencial que a empresa tenha noção de suas fraquezas e forças tanto internamente quanto externamente. E para sistematizar essas informações uma boa ferramenta é a Análise SWOT ( Strenght, Weakness, Opotunities and Threats).

Ferramenta de fácil utilização, atualmente é utilizada em diversos negócios, conforme ilustração abaixo:

Ferramenta de fácil utilização, atualmente é utilizada em diversos negócios, conforme ilustração abaixo:

Como podemos observar, cabe ao empreendedor anotar os itens em cada segmento. Sendo possível ter uma visão mais clara de suas forças e fraquezas, facilitando a visão do empreendedor perante seu negócio.

 

Para Dennys e Gabriel “algumas fraquezas que se encontram em diversas empresas são internas, e dizem respeito a organização e falta de um fluxo claro de informações”.

 

Seguindo esse raciocínio, os palestrantes são algumas sugestões como:

Reuniões Objetivas: todos nós temos diversas reuniões ao longo da semana. No entanto, nem todas são produtivas e necessárias. Para melhorar a produtividade de sua empresa, uma saída é fazer reuniões apenas com as pessoas necessárias para decidir cada assunto e ter a pauta do que será discutido antes da reunião. Dessa forma, o tempo dos funcionários será melhor utilizado.

 

Detalhamento de Processos: geralmente o gestor sabe muito bem o que sua empresa precisa. Mas, nem sempre isso é claro para seus funcionários. Para isso, os palestrantes recomendam que se utilize um Escopo em conjunto com uma EAP- Estrutura Analítica de Projeto e um cronograma. Com esses três documentos seus funcionários terão em mente quais tarefas precisam ser realizadas e seu prazo para conclusão.

Softawares organizacionais: a utilização de softwares par a gestão de sua empresa é muito interessante. Alguns como o Trello e MS Project são essenciais para a maioria dos projetos. Eles facilitam o compartilhamento e a definição dos itens acima.

 

Gestão Visual: depois que você tem todas as tarefas definidas e a data de conclusão, basta ficar atento aos indicadores. Assim você terá a identificação dos problemas que possam surgir. Com isso, sua equipe terá noção de como o projeto está andando e se está no caminho certo.

Agradecemos aos palestrantes pela troca de informações tão úteis para o nosso cotidiano!

E você? Se interessou pelo grupo? Quer alavancar seus negócios?
Venha nos conhecer! Toda semana nos reunimos e fazemos negócios!

Gostou do artigo? Continue acompanhando a nossa página que sempre estamos compartilhando conteúdos pertinentes para a sua vida profissional!

Entre em contato
e saiba como participar da Meepe Networking
contato@meepe.com.br

Posts recentes

Entre em contato
e saiba como participar da Meepe Networking
contato@meepe.com.br ou preencha abaixo:

no responses
11/09/17 Palestras # , , , , ,

As principais mudanças da reforma trabalhista

As principais mudanças da reforma trabalhista

Reforma trabalhista

Alvo de grandes polêmicas, as alterações da reforma trabalhista afetam diretamente todos os trabalhadores. Em nossa reunião semanal as advogadas Paola e Gabriela falaram um pouco sobre as mudanças mais significativas e como elas irão afetar a rotina das organizações. Como os meepers adoraram a palestra, não podíamos deixar de compartilhar um pouco do que aprendemos.

 

No mês de julho de 2017, foi sancionado o projeto de lei da reforma trabalhista. Projeto que traz grandes mudança na legislação trabalhista e altera a Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT).

As novas normas estão previstas para entrar em vigor em novembro deste ano, porém o Governo enviou uma medida provisória para o Congresso Nacional, para se ter algumas alterações da nova legislação.

 

Muitas são as mudanças, mas discutiremos aqui os tópicos principais da reforma.

 

Férias parceladas em três vezes – antes da reforma, as férias de 30 dias não podiam ser parceladas. Com a reforma, as férias anuais de 30 dias podem ser dividias em três períodos. No entanto, um dos períodos não pode ser menor que 14 dias. Fica definido também que as férias não poderão começar dois dias antes do fim de semana ou de um feriado, para que esses dias não sejam “comidos” pelas férias.

 

Demissão em comum acordo – antigamente, quando o funcionário se demitisse ou fosse demitido por justa causa, não tinha direito de sacar o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), seguro-desemprego e não recebia multa de 40% sobre os depósitos do FGTS. O trabalhador só recebia esses benefícios e indenizações em caso de demissão sem justa causa. Com a reforma, o colaborador e a organização têm uma nova possibilidade: em comum acordo, pode-se ter a rescisão do contrato com a garantia de alguns benefícios para o trabalhador. Nesse tipo de situação, o trabalhador recebe uma multa de 20% sobre os depósitos do FGTS e pode retirar até 80% do fundo. Entretanto, não se tem o direito ao seguro-desemprego.

 

Demissão em massa não precisa ser autorizada – apesar de não existir uma lei a respeito desse assunto, segundo os especialistas, a Justiça considera uma jurisprudência de que os sindicatos devem ser incluídos no processo de demissão em massa dentro de uma empresa. Com as alterações previstas pela reforma, não é necessário que o sindicato autorize qualquer tipo de demissão em massa.

 

Diminuição do Intervalo do almoço – com a reforma trabalhista, o intervalo de almoço de 1 hora pode ser reduzido em até 30 minutos, com acordo coletivo para jornadas com mais de seis horas de duração.

 

Banco de horas negociado individualmente – em relação a esse aspecto, o texto da reforma prevê que o prazo para o banco de horas ser zerado, com as horas compensadas, é menor (de até seis meses). Sendo possível que o banco de horas seja feito via acordos individuais. O intervalo antes da hora extra foi eliminado. Os 15 minutos de pausa antes da hora extra pode ser negociado.

 

Tempo de trabalho na empresa – era considerada serviço efetivo o momento em que o trabalhador entrava na empresa e ficava à disposição do empregador, aguardando ou executando ordens. Ou seja, o tempo que o trabalhador desprendia para realizar sua alimentação, higiene pessoal, troca de uniforme e cursos era considerado como parte da jornada de trabalho. Pelo novo texto, essas atividades são consideradas fora do horário de trabalho. Podendo o empregador negocia-las.

 

Trabalho Home Office – esse aspecto até então não era tratado pela legislação. Antes, era compreendido pela jurisprudência que o trabalhador em home office estava sujeito às mesmas regras dos que os trabalhadores da empresa. Por exemplo, se tinha o mesmo controle da jornada de trabalho.

Com as alterações da legislação, o trabalho em home office não está mais sujeito ao controle de jornada, o que acaba por excluir esse trabalhador do recebimento de horas extras. Além disso, esse tipo de serviço deve necessariamente estar prevista no contrato de trabalho para que possa ser executada. Como os gastos com equipamentos, infraestrutura e despesas em geral para poder realizar o trabalho.

 

 

E você? Já sabia dessas mudanças? Fique atento que em breve teremos mais informações sobre o assunto! 

Gostou do artigo? Continue acompanhando a nossa página que sempre estamos compartilhando conteúdos pertinentes para a sua vida profissional!

#MeepeNetworking #networkingbauru #meepe #rededecontatos #empresários #redes #redessociais #estratégias #empreendedorismo #negócios #startup #inovação

Entre em contato
e saiba como participar da Meepe Networking
contato@meepe.com.br

Entre em contato
e saiba como participar da Meepe Networking
contato@meepe.com.br ou preencha abaixo:

no responses
04/08/17 Dicas e Guias , Palestras , Palestras Convidados # , , , , , , ,

Os perigos de vínculo de imagem: O tribunal da internet

Os perigos de vínculo de imagem: O tribunal da internet

Cada vez mais a internet tem se popularizado. Em todos os lugares vemos pessoas com seus smartphones, tablets e notebooks, lendo e até mesmo produzindo informação. Mas, será que isso influencia o ambiente empresarial? Henrique Piovezan, explica um pouco como a internet pode intervir na imagem de sua empresa.

 

Antes de falarmos sobre imagem empresarial e a influência da internet é importante primeiramente entender sobre o termo imagem. O termo Imagem vem do latim imāgo que se refere à figura, representação, semelhança ou aparência de algo. Por exemplo: “Esta imagem representa a queda do muro de Berlin”, “Esta imagem representa o meu pai”, “Preciso de uma imagem para ilustrar a minha ideia”.

Ou seja, imagem é a representação visual de um objeto por meio de técnicas da fotografia, pintura, do desenho, do vídeo ou de outras áreas. No mundo corporativo, imagem é o conjunto de qualidades que os consumidores atribuem a uma empresa. Por outras palavras, é aquilo que a empresa significa/representa para a sociedade. Isto é, a forma de associação que o seu público pode ter com a sua organização.

 

Mas, como isso se relaciona com a internet?

Hoje, no mundo, existem quase três bilhões de usuários de internet, de acordo com União Internacional de Telecomunicações (UIT). Com o surgimento das redes sociais e a interação dos consumidores por meio desses canais, as corporações estão sendo obrigadas a se adaptarem a esse novo universo.

Isto é, atualmente os consumidores tem poderes de opinar, escolher e decidir o que comprar, elogiar e criticar em função da percepção da marca como fator de transformação social.

Com isso, fica mais fácil do cliente colocar sua percepção quando não se sentir satisfeito com a marca e essa informação se espalhar rapidamente pela rede. E assim, alterar a imagem que seu público tem da sua empresa.

Já pensou um cliente vai até a sua loja e colocar toda a sua percepção na rede? Como ela está hoje o cliente falaria bem ou mal?

Com isso, é de extrema importância que sua organização, independentemente do porte, esteja com seu discurso alinhado para se situações venham atrapalhar a imagem de sua empresa.

Por esse motivo esteja sempre atento ao atendimento que seus funcionários dão aos seus clientes; o que seu público está falando da sua organização nas redes; como seus concorrentes estão presentes nas redes e principalmente se afasta das notícias sensacionalistas – com o avanço da internet as informações podem aparecer de maneira distorcida.

Gostou do artigo? Continue acompanhando a nossa página para receber mais conteúdo relevante para você e sua empresa!

 

E você? Gostou do artigo? Se interessa por esse tema?

Continue acompanhando a nossa página!

Gostou do artigo? Continue acompanhando a nossa página que sempre estamos compartilhando conteúdos pertinentes para a sua vida profissional!

#MeepeNetworking #networkingbauru #meepe #rededecontatos #empresários #redes #redessociais #estratégias #empreendedorismo #negócios #startup #inovação

Entre em contato
e saiba como participar da Meepe Networking
contato@meepe.com.br

Entre em contato
e saiba como participar da Meepe Networking
contato@meepe.com.br ou preencha abaixo:

no responses
20/07/17 Dicas e Guias , Palestras , Palestras Convidados # , , , , , , , ,

Como criar uma Startup em 54 horas (e ter uma experiência incrível)

Como criar uma Startup em 54 horas (e ter uma experiência incrível)

Startup

Tem uma ideia nova e gostaria de colocá-la em prática? Com o intuito de instigar o espírito empreendedor das pessoas, a Startup Weekend é a melhor opção para quem deseja tirar suas ideias do papel e tornar real em um final de semana.

 

O que é?

Startup Weekend é um evento que acontece em um final de semana e que tem como objetivo dar um incentivo para quem quer iniciar uma startup (sair com uma empresa).

 

Perfis ao se inscrever

Ao se inscrever, você escolhe o seu perfil:

  • Desenvolvedor: pessoas com conhecimentos técnicos em programação e construção de sites e aplicações;
  • Designer: quem manja (manja? Num sei se encaixa aqui essa palavra) de layout, ficará responsável pela identidade visual e ações que envolvem design gráfico;
  • Empreendedor (não técnico): quem entende mais de negócios, geralmente fica responsável por ir à rua para falar com os clientes e pensar o modelo de negócios com mais afinco.

 

Como funciona?

 

SEXTA-FEIRA

O evento começa no final da tarde de sexta-feira. No primeiro momento, tem-se o credenciamento e logo após começa uma palestra relacionada à temática das startups. Depois da palestra, as pessoas têm 60 segundos para apresentá-la (é o famoso pitch). Depois, cada participante vota nas ideias que mais se identificou.

As ideias mais votadas são selecionadas para serem trabalhadas durante o final de semana e, durante o jantar. Os participantes se organizam em grupos, sendo que cada grupo representa uma das ideias selecionadas;

 

BADO

No sábado as atividades se iniciam às 8h ou 9h. Os grupos começam a transformar o que era uma idéia em um negócio que faça sentido. Geralmente no final da manhã acontece uma palestra sobre modelo de negócio e business model canvas, para a turma ter uma base mais sólida para o trabalho que farão no resto do final de semana.

Após o almoço, as equipes começam o contato com o grupo de mentores. Os organizadores do evento selecionam um grupo de mentores de acordo com o perfil do evento, e essa turma se reveza passando de grupo em grupo para ajudar os integrantes a desenvolverem o seu modelo de negócio. No restante do dia, as equipes começam as atividades para que a ideia saia do papel.

 

DOMINGO

No último dia do evento, os participantes se reúnem e as atividades seguem até o final da manhã, quando acontece uma palestra sobre pitch para os grupos começarem a preparar a sua apresentação final.

Após o almoço a montagem e treinamento das apresentações se intensifica, e os representes de cada grupo ganham alguns minutos com alguns mentores para treinar e receber feedback sobre a sua apresentação.

Geralmente no fim, os grupos devem entregar as apresentações e, logo após, começam as apresentações finais. Cada grupo tem de 3 a 5 minutos para apresentar a sua startup. Os vencedores ganham prêmios oferecidos pelos patrocinadores e apoiadores do evento, além da exposição da mídia, o que facilita que a ideia saia do papel.

 

 

E você? Gostou do artigo? Se interessa por esse tema?

Continue acompanhando a nossa página!

Gostou do artigo? Continue acompanhando a nossa página que sempre estamos compartilhando conteúdos pertinentes para a sua vida profissional!

#MeepeNetworking #networkingbauru #meepe #rededecontatos #empresários #redes #redessociais #estratégias #empreendedorismo #negócios #startup #inovação

Entre em contato
e saiba como participar da Meepe Networking
contato@meepe.com.br

Entre em contato
e saiba como participar da Meepe Networking
contato@meepe.com.br ou preencha abaixo:

no responses
14/07/17 Dicas e Guias , Palestras , Pequenos Negócios # , , , , , , , , ,

De empresário para empresário: O Marketing para pequenas empresas

De empresário para empresário: O Marketing para pequenas empresas

Em um cenário de incentivo ao empreendedorismo, as pequenas e médias empresas estão cada vez mais dispostas a crescer. Por esse motivo, investem em gestão, finanças, recursos humanos e afins. Mas quando o assunto é marketing essas empresas muitas vezes deixam a desejar. Prejudicando assim o seu próprio crescimento.

 

Ao contrário do que muitos empresários pensam, mesmo não tendo um departamento de marketing dentro da empresa, é possível definir algumas ações para a sua equipe que vão ajudar a fortalecer seu negócio.

Inicialmente, para desenvolver um plano de marketing e comunicação que seja eficiente não é preciso de altos investimentos. O primeiro passo é saber quem é o seu público, quais são as expectativas e demandas do cliente, o que ele espera com o seu produto ou serviço e quais são as características mais valorizadas, a faixa etária, classe social, consumo de mídias e etc.

Ao ter o conhecimento dessas informações, você saberá direcionar as suas escolhas de marketing, definindo as melhores estratégias de abordagem, garantindo que a mensagem seja relevante para o seu público e que chegue até ele de forma adequada.

 

Dicas de como estratégias simples de marketing podem melhor seu negócio.

Após ter o conhecimento do seu público, Nelson Rodrigues, comenta sobre algumas dicas que pode te ajudar a impulsionar seus negócios.

 

  1. Ofereça um bom atendimento

A imagem que seu cliente leva da sua empresa é tão importante quanto o produto. Seja durante ou após o processo da venda. Por isso, o bom atendimento é algo indispensável. Isso inclui responder às solicitações e reclamações dos consumidores com agilidade e manter um canal direto entre eles e a empresa.

 

Oriente a sua equipe da importância do bom atendimento e tenha respostas rápidas para atender dúvidas. Com um atendimento bem definido, fica mais fácil receber sugestões de mudanças e melhorias.

 

  1. Parcerias

Uma boa estratégia é fechar parcerias com outras empresas. Principalmente se esta possuir alguma relação com seu negócio.

Uma loja de roupas pode divulgar seus serviços junto com uma loja de sapatos, por exemplo. Lembrando-se que esta parceria deve ter uma relação onde ambos ganham. Onde você e seu parceiro têm benefícios concretos.

 

  1. Conheça a concorrência

Além de ter o conhecimento sobre o seu público, é de extrema importância que você saiba sobre seus concorrentes e o que eles têm feito no mercado. Afinal, em um mercado cada vez mais competitivo, até mesmo os mínimos detalhes podem ser responsáveis por direcionar a escolha de um cliente para uma marca em detrimento da outra.

 

Busque seus principais competidores do mercado. Saiba quais são seus pontos fortes, seus diferenciais e o que influencia a escolha dos clientes.

 

Visite os seus estabelecimentos, navegue nos sites de cada uma delas, entenda em que ponto vocês são parecidos e onde se diferem. Com essas informações, será mais fácil traçar a estratégia de marketing mais adequada ao seu mercado.

 

Lembrando-se que você pode e deve se inspirar em outras empresas, mas com ética e atenção para não perder a essência do seu negócio.

Seguindo essas dicas você poderá dar um grande passo e começar a enxergar e implantar o marketing de outra forma em sua empresa!

 

E você? Gostou do artigo? Se interessa por esse tema?

Continue acompanhando a nossa página!

 

Gostou do artigo? Continue acompanhando a nossa página que sempre estamos compartilhando conteúdos pertinentes para a sua vida profissional!

#MeepeNetworking #networkingbauru #meepe #rededecontatos #empresários #redes #redessociais #estratégias #linkedIn #negócios

Entre em contato
e saiba como participar da Meepe Networking
contato@meepe.com.br

Entre em contato
e saiba como participar da Meepe Networking
contato@meepe.com.br ou preencha abaixo:

no responses
07/07/17 Palestras # , , , , , , , , , ,

A Variável ambiental no âmbito empresarial

A Variável ambiental no âmbito empresarial

Assunto muito discutido na atualidade, ser uma empresa sustentável está se tornando cada vez mais uma obrigação e não mais um diferencial. Essa semana quem discute sobre esse assunto é o MSc. Fábio Santos.

 

De acordo com a Comissão Brundtland, criada pela Organização das Nações Unidas com o objetivo de compreender a deterioração do meio ambiente e dos recursos naturais e as consequências da deterioração para o desenvolvimento econômico e social, definiu-se no relatório “Nosso Futuro Comum” (Our Common Future), que o desenvolvimento sustentável é quando há desenvolvimento que satisfaz as necessidades presentes sem comprometer a capacidade das gerações futuras de suprir suas próprias necessidades.

Mediante esse cenário, as empresas estão se ajustando para que todo o processo de sua atividade fim não prejudique totalmente as gerações futuras. Com isso, a saída para as organizações tem sido implementar um Sistema de Gestão Ambiental.

Esse Sistema tem o objetivo de buscar resolver, prevenir e diminuir a intensidade dos problemas. Contribuindo assim, para o desenvolvimento sustentável.

Para se ter esse sistema, é necessário que a empresa tenha políticas ambientais bem desenvolvidas. Que vai desde a natureza das atividades por ela desenvolvidas dos seus serviços, dos locais e das condições nas quais o sistema funciona e do atendimento aos requisitos legais do mercado de atuação.

 

Como Ser Reconhecida Como Empresa Sustentável

 

Para conseguir a imagem de uma empresa sustentável, muitas organizações burlam dados ou até mesmo utilizam de propagandas para passarem essa imagem. Para evitar esse tipo de situação, existem certificações que comprovem quando a empresa tem uma conduta sustentável.

Um exemplo é a certificação, ISO 14000 que por meio de uma abordagem sistêmica possibilita que a organização atinja o sucesso sustentável em longo prazo e estabelece melhorar práticas para:

  • Proteger o meio ambiente por meio da prevenção impactos ambientais adversos;
  • Diminuição de potenciais efeitos adversos das condições ambientais da organização;
  • Aumento do desempenho ambiental;
  • Utilização de perspectiva de ciclo de vida que pode prevenir o deslocamento involuntário dos impactos ambientais dentro do ciclo de vida.

 

Tendo assim:

  1. Redução de riscos de acidentes, de sanções legais etc;
  2. Aumento da qualidade dos produtos, serviços e processos;
  3. Economia ou redução do consumo de matérias-primas, água e energia;
  4. Captação de novos clientes;
  5. Melhora da imagem
  6. Aumento das possibilidades de permanência da empresa no mercado.

Gostou do artigo? Continue acompanhando a nossa página que sempre estamos compartilhando conteúdos pertinentes para a sua vida profissional!

#MeepeNetworking #networkingbauru #meepe #rededecontatos #empresários #redes #redessociais #estratégias #linkedIn #negócios

Entre em contato
e saiba como participar da Meepe Networking
contato@meepe.com.br

Entre em contato
e saiba como participar da Meepe Networking
contato@meepe.com.br ou preencha abaixo:

no responses